Ainda que esses termos sejam parecidos e ambas as assinaturas possuam validade jurídica, é preciso saber que existem algumas diferenças entre elas.

Para assinar digitalmente sem certificado, o signatário precisa apenas de um dispositivo para abrir, ler e assinar (e, é claro, de uma conta de e-mail válida para assinar efetivamente). Por isso, os dados que tornam essa assinatura válida são aqueles registrados pelo dispositivo e pela plataforma para assinatura de contratos, conhecidas como Autoridades Certificadoras (AC). São eles, como já mencionamos acima: e-mail do signatário, data e hora da assinatura, IP da máquina utilizada e a hash de segurança (código alfanumérico, único e inalterável, emitido pela plataforma, assim que todas as assinaturas estiverem concluídas).

Já para a assinatura digital com certificado, é necessário que o signatário possua o Certificado Digital, que é um documento, geralmente em forma de cartão ou pendrive, considerado uma identidade legal que guarda informações pessoais do seu possuidor. Qualquer pessoa, seja ela física ou jurídica, pode ter o Certificado Digital. Basta avaliar se as atividades exercidas na rotina profissional exigem assinaturas com o certificado. Podemos citar exemplos de emissão de notas fiscais ou até mesmo advogados com certificação na OAB.

Contraktor Tecnologia Ltda

Av. Visconde de Guarapuava, 3263
CEP: 80010-100 | Curitiba – PR

Contraktor © 2021 – Todos os direitos reservados