A assinatura digital sem certificado é a mesma coisa que dizer assinatura eletrônica. Este é o tipo de assinatura digital mais utilizado no Brasil: estima-se que até 95% das transações podem fazer o uso desse tipo de assinatura. Mesmo que esta se pareça com a assinatura digital com certificado em alguns aspectos práticos, essas duas modalidades têm suas diferenças. Enquanto a assinatura digital com certificado é validada por meio do uso do Certificado Digital, a assinatura digital sem certificado (ou assinatura eletrônica) depende de fatores diferentes para garantir a sua autenticidade. São eles: e-mail do signatário, data, hora, IP da máquina utilizada para assinar e hash de segurança, que é um código alfanumérico, único e inalterável, gerado na plataforma da Contraktor. Esse código torna-se uma espécie de identidade do documento, evitando fraudes e alterações. Assim, confere mais segurança do que as tradicionais rubricas, pois é adicionado em todas as páginas dos contratos.

 

Leia também: Assinatura eletrônica e assinatura digitalizada: qual a diferença?

 

Diferente da assinatura digital com certificado, a assinatura sem certificado não substitui reconhecimento de firma em cartório.

Além disso, em setembro de 2020, entrou em vigor a Lei 14.063/20, que amplia a lista de documentos públicos que podem ser validados digitalmente por meio de assinatura digital. A Lei categoriza as assinaturas digitais em três tipos: simples, avançada e qualificada.

Contraktor Tecnologia Ltda

Av. Visconde de Guarapuava, 3263
CEP: 80010-100 | Curitiba – PR

Contraktor © 2021 – Todos os direitos reservados